COMUNICADO

A Secretaria Municipal de Educação informa aos senhores pais e ou responsáveis que o início das aulas será no dia 10/02/2020.

I Encontro do Grupo de Professores

I Encontro do Grupo de Professores

No dia 13 de Novembro de 2019 a Secretaria Municipal de Educação de Santa Rita do Ituêto promoveu do I Encontro do  Grupo de Professores. O encontro foi ministrado pelo psicólogo Rondinelli Queiroz Silva Daros com o objetivo de proporcionar um espaço de reflexão continuado a cerca de conteúdos sobre desenvolvimento e aprendizagem, assim como questões sobre relações interpessoais que permeiam o processo educativo.

Com o objetivo de homenagear e reconhecer a dedicação e trabalho das manipuladoras de alimentos da rede municipal de ensino, a Prefeitura de Santa Rita do Ituêto, através da Secretaria de Educação, realizou no dia 11 de Outubro, a 1ª Edição do Prêmio “Cantineira Destaque”. A certificação aconteceu no Centro de Educação Infantil Augusta Lago e contou com a presença de vários profissionais do magistério e representantes do Conselho de Alimentação Escolar do município. O Secretário Municipal de Educação Wasley Aleandro da Silva destacou a relevância dos serviços prestados e agradeceu a dedicação, carinho e comprometimento das cantineiras na preparação da alimentação escolar dos alunos

 

 

 

Foram premiadas seis cantineiras que se sobressaíram na realização do trabalho durante o ano.

  1. Anadir Benidito Lopes
  2. Adriana Aparecida Sudário
  3. Liveriana Horácio de Souza Beninca
  4. Maria Lúcia Bonela da Silva
  5. Maíza Daiane da Silva
  6. Maria José Benica Ferreira

 

 

Fonte: Secretaria Municipal de Educação

Os municípios que ainda estão abaixo da meta de vacinar, pelo menos, 95% das crianças de um a cinco anos contra pólio e sarampo terão mais 15 dias para ofertar as duas vacinas na rede pública de saúde. O Ministério da Saúde prorrogou até dia 14 de setembro a Campanha Nacional de Vacinação.

A recomendação é que estados e municípios façam busca ativa para garantir que o público-alvo da campanha seja vacinado. Foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses das vacinas. A Campanha deste ano é indiscriminada, por isso, todas as crianças nessa faixa etária devem se vacinar, independentemente da situação vacinal.

Em todo o país, foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses das vacinas (aproximadamente 9,8 milhões de cada). A Campanha deste ano é indiscriminada, por isso, todas as crianças nessa faixa etária devem se vacinar, independente da situação vacinal.

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina na vida serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite – VOP).

Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independentemente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

O Ministério da Saúde oferta todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, são 19 para combater mais de 20 doenças, em todas as faixas etárias. Por ano, são cerca de 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídos em todo o País.

Casos

Até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos e 6.975 permanecem em investigação. Os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no País é o mesmo que circula na Venezuela, que enfrenta um surto da doença desde 2017.

Alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (2), Rio de Janeiro (18); Rio Grande do Sul (16); Rondônia (2), Pernambuco (2) e Pará (2). O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário aos estados.

Até o momento, no Brasil, foram confirmados 7 óbitos por sarampo, sendo 4 óbitos no estado de Roraima (3 em estrangeiros e 1 em brasileiro) e 3 óbitos no estado do Amazonas (todos brasileiros, sendo 2 do município de Manaus e 1 do município de Autazes).

Para mais informações, acesse a página especializada sobre vacinação no portal do Ministério da Saúde (clique aqui).

Fonte e foto: Ministério da Saúde.

O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou ao Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) providências para tornar mais transparente à sociedade o programa Internet para Todos.

Entre elas, o TCU determinou que:

O ministério publique, em seu sítio na internet, os critérios de escolha das localidades atendidas pelo programa “Internet para Todos”, assim como o critério para adesão das localidades que manifestem interesse em participar do programa;

Que o MCTIC encaminhe ao TCU, no prazo de 90 dias, os critérios de escolha das localidades atendidas pelo programa “Internet para Todos”, assim como o critério para adesão das localidades que manifestem interesse em participar do programa;

Que encaminhe ao TCU, no prazo de 90 dias, a definição de localidades onde inexista oferta adequada de serviços de conexão à internet em banda larga, de forma a permitir a consecução da competência da Telebrás de prestar serviços de conexão à internet em banda larga para usuários finais;

E previamente à realização de investimentos pelo setor privado com recursos públicos em infraestrutura de redes de telecomunicações, estabelecer de forma clara e objetiva as diretrizes relacionadas ao compartilhamento dessas infraestruturas e apresentar ao TCU, no prazo de 30 dias, após a publicação do ato, as justificativas adequadas quanto a eventuais casos de não compartilhamento imediato dessas redes.

Recomendou ainda que o MCTIC elabore Plano Nacional de Banda Larga de médio e longo prazos, com previsão de fontes de financiamento e de recursos necessários a sua implementação, com definição de ações, metas, indicadores, prazos, responsáveis por ações, competências de atores envolvidos, instâncias de coordenação, mecanismos de monitoramento e avaliação e previsão da periodicidade de sua atualização.

E que o ministério avalie no Congresso a necessidade de mudança da lei do Fust (Fundo de Universalização), para que seus recursos possam ser utilizados na expansão da banda larga.

Posição MCTIC

O MCTIC esclarece que o SGDC (Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas) está em órbita e pode prover internet em banda larga a todo o País, dentro do programa “Internet para Todos”.

Todos os municípios do País são elegíveis para o programa e indicam as localidades a receberem a conexão, e o órgão liberou também o credenciamento de empresas interessadas em participar do projeto.

O Ministério acompanha todas as deliberações do TCU, e irá esclarecer as observações feitas pelo órgão de controle.

Leia a decisão do TCU aqui.

Fonte: Portal de Telecomunicações, Internet e TICs.